Cineclube, espetáculos, encontros

Vila das Artes COMENTÁRIOS

Cineclube, espetáculos, encontros

Uma iniciativa inovadora na Cidade, a criação da Escola de Teatro é mais uma política pública da Secretaria de Cultura de Fortaleza.



Roda de Conversa A Vila das Artes convida para mais uma Roda de Conversa, nesta quarta-feira (15), às 19h, que vai debater a consolidação da Escola Pública de Teatro da Vila das Artes. Uma iniciativa inovadora na Cidade, a criação da Escola de Teatro é mais uma política pública da Secretaria de Cultura de Fortaleza. O encontro é aberto e acontece na Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro). Na primeira Roda, foram abordados diversos pontos, como a análise sobre os cursos de formação que já surgiram na cidade e como estes interferiram no fazer local; a valorização do conhecimento dos grupos teatrais da cidade através do estabelecimento de espaços de repasse e trocas na Escola Pública de Teatro; e a relevância do diálogo com fazedores e pensadores teatrais de outros Estados. Desta vez, a idéia é amadurecer as discussões e dar continuidade a este espaço de diálogo sobre formação teatral na cidade em Fortaleza. Dança O espetáculo “O Coração de Anne de Bretagne”, do grupo Poética do Corpo, será apresentado nesta sexta-feira (17), às 19h, na Vila das Artes. A apresentação será seguida de uma conversa com o público. O espetáculo foi construído a partir de uma pesquisa teórica e prática inspirada nas músicas tradicionais da região da Bretanha francesa na Idade Média, utilizando o grupo musical TriYann e seus estudos sonoros. A figura histórica de Anne de Bretanha (1477-1514), duquesa da Bretanha e duas vezes rainha da França, foi a fonte de inspiração temática. O objetivo é proporcionar, para a cidade de Fortaleza e para os amantes da dança, um encontro com a musicalidade da França medieval e artistas brasileiros numa roupagem contemporânea. O grupo Poética do Corpo, formado por alunos da Licenciatura em Teatro do IFCE e fundado em 2003 pelos professores Mônica Braga Marçal Domine e José Mendes Fonteles Filho, estuda as múltiplas linguagens da construção do corpo cênico e sua dramaturgia em cena e utiliza, como base teórica, os estudos recentes em neurociências, além de dialogar com a fenomenologia. Telinha na Escola A ONG Casa da Árvore, em parceria com a Secretaria de Educação de Fortaleza e a Vivo, está selecionando universitários de Fortaleza para o projeto Telinha da Escola, que contará com uma equipe de arte-educadores para atuar na criação e dinamização de dois núcleos escolares de experimentação multimídia. O Telinha da escola já acontece junto às redes públicas de ensino das cidades de Recife (PE) e Porto Velho (RO). O edital e o formulário de inscrição, que deverá ser preenchido até esta quinta-feira (16), estão disponíveis no site http://casadaarvore.art.br/editais-2/ . Estão sendo oferecidas duas vagas para acadêmicos matriculados em cursos nas áreas de comunicação, arte e educação, com disponibilidade de 20h semanais. A bolsa é de R$ 600, inclusos auxílio transporte e seguro anual. Entre as atribuições do monitor, estão: ministrar oficinas, mediar atividades de articulação de conteúdo em ambientes de redes sociais, comunicação institucional e mobilização, entre outras. Cineclube A Mostra Documentário: Desvio e Descoberta continua, nesta quarta (15), às 17h, com a exibição do longa Teodorico, o Imperador do Sertão (1978), de Eduardo Coutinho. Para debater sobre a obra, estará presente o professor do curso de Cinema e Audiovisual da UFC, Marcel Vieira. O média-metragem documenta a vida do major Teodorico Bezerra, poderoso dirigente político e latifundiário do interior do Rio Grande do Norte. Narrado pelo próprio Teodorico, o filme consiste em um autorretrato da elite nordestina da época. Na figura e nas falas do major, Coutinho encontra uma maneira de criticar as relações desiguais e de opressão no campo, agravadas pela ditadura militar (veja o trailer ). A entrada é gratuita. Os interessados em receber comprovante de participação devem realizar pré-inscrição pelo e-mail estagioaudiovisualviladasartes@gmail.com. Mais informações pelo 3252-1444. Programação Dia 15/06 - Teodorico, o Imperador do Sertão, de Eduardo Coutinho (Brasil | 1978) Dia 22/06 - Videogramas de uma Revolução, de Harun Farocki e Andrei Ujica (Romênia/Alemanha | 1992) Dia 29/06 - À Margem da Imagem, de Evaldo Mocarzel (Brasil | 2003) Grupo de estudos O filme O Despertar dos Mortos (1978) é o filme exibido, nesta quinta-feira (16), às 18h30, na Mostra O Cinema Zumbi de George Romero. No longa, zumbis atacam um grupo de pessoas refugiadas em um shopping center abandonado. Elas aproveitam-se das mercadorias das lojas ao mesmo tempo em que tentam permanecer vivos (confira o trailer ). O Despertar dos Mortos é sequência de A Noite dos Mortos Vivos (1968) e teve ajuda e consultoria do diretor italiano Dario Argento. O grupo de estudos 24 Quadros reúne-se todas as terças-feiras, às 18h30, na Vila das Artes (Rua 24 de Maio, 1221, Centro), para refletir sobre questões do audiovisual. As exibições dos filmes, seguidas de debate, acontecem às quintas. O grupo está aberto aos interessados em comparecer aos encontros. Informações pelo 3252-1444. Exibição de Filmes Quintas | 18h30 Dia 16 - O Despertar dos Mortos (1978) Dia 23 - Terra dos Mortos (2005) Dia 30 - Diários dos Mortos (2007) Imagem e Espaço A exposição Imagem e Espaço chega à última semana, podendo ser visitada até a próxima quinta-feira (16), das 10h às 20h, no Centro Cultural Banco do Nordeste (Rua Floriano Peixoto, 941, Centro). A entrada é gratuita. Em cartaz desde o dia 17 de maio, a exposição é formada por videoinstalações dos alunos do curso de Realização em Audiovisual da Vila das Artes realizadas durante o ateliê Imagem e Espaço. As criações (Machinenbad, O que me olha quando me vejo, Entre quem me merece e quem me faz feliz e inTerVir) refletem sobre as transformações sociais no espaço público e na natureza por meio da aceleração tecnológica e dos fluxos de informação e produção audiovisual. É um convite para experimentar diferentes sensações relacionadas ao tempo, à imagem e ao espaço, a partir de espaços interativos, onde o personagem sujeito pode se expressar e registrar suas sensações através de espelhos e desejos. Encontro das Artes Equipamento da Prefeitura Municipal de Fortaleza, vinculado à Secretaria de Cultura, a Vila das Artes é espaço voltado para a formação em artes, incentivo a pesquisa, apoio a produção e difusão cultural. Situado no centro de Fortaleza, reúne em seu espaço as Escolas Públicas de Dança e Audiovisual, o Núcleo de Produção Digital, Biblioteca e Videoteca. Tem como parceiros a Universidade Federal do Ceará, a Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura (FCPC) e a Rede Olhar Brasil. Apoio da Quanta e Prodança e patrocínio do Banco do Nordeste, Fundo Nacional de Cultura e Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura e Governo Federal. Todas as atividades são gratuitas. Rua 24 de Maio, 1221, Centro. Fortaleza. Ceará. Brasil Telefone (55+85) 3252-1444 comunicacaoviladasartes@gmail.com, viladasartesfortaleza@gmail.com. Siga no twitter.com/viladasartes . Escola Pública de Dança - 3105-1402 | escoladedancadefortaleza@gmail.com Escola Pública de Audiovisual - 3105-1404 | escoladeaudiovisualdefortaleza@gmail.com Núcleo de Produção Digital - 3105-1410 |npdfortaleza@gmail.com

Comentários

blog comments powered by Disqus