Programação cultural de 7 a 12 de março de 2017

Programação cultural de 7 a 12 de março de 2017

Em abril, o Dragão do Mar completará 18 anos a serviço da democratização do acesso à arte e à cultura.


► [ASTRONOMIA] NOITE DAS ESTRELAS

Todos os meses, sempre nas noites de Quarto Crescente Lunar, o planetário disponibiliza telescópios ao público em geral para observação astronômica de Crateras da Lua, Planetas, Nebulosas etc.

Dias 7 e 8 de março de 2017, das 19h às 21h, em frente ao Planetário. Acesso gratuito. Em caso de céu nublado, a atividade poderá ser interrompida ou cancelada.

 

► Teatro da Terça [Temporada de Arte Cearense] 
O CANTIL 10 ANOS 
Teatro Máquina


O Cantil surge de uma leitura bastante específica de "A exceção e a regra", de Bertolt Brecht, onde a palavra é suprimida para que o gesto seja enfatizado e o trabalho dos atores possa ser refuncionalizado pelo exercício de demonstração e manipulação. Trata, portanto, de uma viagem sem espaço nem tempo definidos. Dois homens seguem à procura de algo. Para o patrão, a viagem é urgente e aterradora; para o empregado, é apenas objeto de seu ganha-pão. Entre os dois, se estabelece uma relação nos extremos da desconfiança total e da pura subserviência, relação essa transfigurada pela ausência/presença do cantil.

Dias 7, 14, 21 e 28 de março de 2017, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia). Classificação: 12 anos.

Contato: mota.levy@gmail.com / (85) 99914.4681

 

 

► [FOTOGRAFIA] GOLPE DE VISTA
Tema: "A fotografia como ativismo feminino"
Convidadas: Patrícia Veloso, Marília Oliveira e Fabiane de Paula

O dia 8 de março é celebrado internacionalmente partindo de várias reflexões. A criação do Dia Internacional da Mulher reflete desde o incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas, assim como as lutas feministas ao longo do século XX.

Importante refletir que tais datas surgem sobre fatos históricos de opressão às mulheres e devem ser vistas como momento de mobilização para a conquista de mais direitos e para discutir as discriminações e violências morais, físicas e sexuais ainda sofridas pelas mulheres, impedindo que retrocessos ameacem o que já foi alcançado no Brasil assim como em outros países.

No Brasil, a luta feminina ganhou força com o movimento das sufragistas, nas décadas de 1920 e 30, que conseguiram o direito ao voto em 1932, na Constituição promulgada por Getúlio Vargas. A partir dos anos 1970, emergiram no país organizações que passaram a incluir na pauta das discussões a igualdade entre os gêneros, a sexualidade e a saúde da mulher.

O termo mulher, e tudo o que implicaria ser mulher, está inserido em uma sociedade heterossexista, ou seja: a imagem dita feminina foi construída nas suas relações (de submissão, muitas vezes) com os homens. Nesta edição discutiremos sobre os desdobramentos do termo: Feminino mostrando que vai além das relações de gênero e das construções culturais.]

Dia 8 de março de 2017, às 19h, no Auditório. Acesso gratuito e livre.

Contato: 988363715 - oi | 998630499 - tim (Eden Barbosa)



► [ESPECIAL DIA DA MULHER] TROVADORAS ITINERANTES E DAMAS CORTEJAM

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura apresenta uma programação especial no Dia Internacional da Mulher, com os shows Trovadoras Itinerantes e Damas Cortejam. Confira informações sobre as atrações.

TROVADORAS ITINERANTES 
Participação: Rede Mnemosine de Mulheres Cordelistas, Cantadoras e Repentistas
Grupo: Cia Catirina/Rede Mnemosine

O show Trovadoras Itinerantes traz o melhor da cultura nordestina, passeando por canções e poesias autorais do grupo e de grandes nomes da cantoria e da literatura de cordel. Também propõe feira de folhetos femininos e recital com mulheres cordelistas e cantadoras pertencentes à Rede Mnemosine, comemorando o Mês Internacional da Mulher. Os temas do recital refletem o universo feminino em diversas vertentes e abordagens política, social, cultural e filosófica, contando com a participação de autoras da literatura de cordel cearense. Após recente circulação pela França, as Trovadoras Itinerantes revelam o imaginário popular nordestino sob o olhar feminino de modo emocionante e interativo.

 

Sobre a Rede Mnemosine

A Rede Mnemosine é um movimento nacional de valorização da produção feminina na cultura popular, especialmente voltado às artes da literatura de cordel, gravura e cantoria. Mais de dez estados e 200 mulheres fazem parte da rede, que também possui uma editora de folhetos femininos exclusivos. Parceira das ações da ONU e premiada em 2016 pelo 8o. Prêmio Viva Leitura do MinC.

 

 

FUNCIONAMENTO DO CENTRO DRAGÃO DO MAR

Geral: de segunda a quinta, das 8h às 22h; e de sexta a domingo e feriados, das 8h às 23h. Bilheteria: de terça a domingo, a partir das 14h.

Cinema do Dragão-Fundação Joaquim Nabuco: de terça a domingo, das 14h às 22h.

Museus: de terça a sexta, das 9h às 19h (acesso até as 18h30); sábado, domingo e feriados das 14h às 21h (acesso até as 20h30). Gratuito.

Multigaleria: de terça a domingo, das 14h às 21h (acesso até as 20h30). Gratuito.

OBS.: Às segundas-feiras, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura não abre cinema, cafés, museus, Multigaleria e bilheterias.

 


Comentários

blog comments powered by Disqus